menu

02/05/2021 20:25

Felipe Conceição demonstra confiança em recuperação da Raposa no segundo jogo da semifinal: "Estamos vivos"

- Maikyson Coelho

Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

Durante a partida contra o América-MG, na tarde deste domingo, o Cruzeiro criou várias chances de gol e teve o controle do jogo durante muitos minutos, mas acabou sofrendo a virada nos instantes finais. Após o duelo, o técnico Felipe Conceição avaliou positivamente a atuação da equipe celeste e demonstrou confiança para o segundo confronto da semifinal do Campeonato Mineiro, que acontecerá no próximo fim de semana. 

"Fizemos um bom jogo, tivemos um bom desempenho e estamos vivos. São dois jogos e no próximo a gente vai buscar o mesmo desempenho, ajustar algumas coisas e aprender com alguns erros que tivemos. Fizemos uma excelente partida em questão de desempenho. É lógico que a derrota incomoda, mas a gente está vivo dentro dessa disputa, dessa semifinal, e vamos buscar a vitória no próximo jogo", disse.

"Até o final buscamos um outro gol. Aconteceram dois gols que a gente vai analisar os detalhes. Jogos desse nível são tensos o tempo todo, poderia ter saído mais um gol a nosso favor e acabou saindo um do América e, logo na sequência, outro. Acontece. A gente vai ajustar o que precisa para, na próxima partida, não cometer alguns erros que cometemos hoje e estarmos ainda mais fortes", acrescentou.

Por fim, o comandante estrelado fez questão de ressaltar a nítida evolução do futebol apresentado pelo Maior de Minas, principalmente se comparado ao primeiro embate entre as equipes, que ocorreu em março e foi válido pela primeira fase do estadual. 

"Nossa equipe demonstra uma evolução muito grande. Se você comparar com o jogo da primeira fase, hoje o Cruzeiro foi muito superior ao América. Isso demonstra o nosso trabalho, a nossa evolução e com certeza nós vamos colher muitos frutos a médio/longo prazo. Já estamos colhendo, já estamos brigando de igual para igual contra qualquer adversário, com chances de vitória. Isso demonstra a força do trabalho, do que a gente está construindo, e não é a derrota que vai tirar isso", finalizou.