menu

24/01/2021 14:00

Cruzeiro atualiza escudo e publica novo manual de identidade visual

Com o objetivo de ampliar as possibilidades de aplicação de marca para diversas mídias e situações e seguindo as diretrizes estabelecidas no estatuto vigente, o Cruzeiro atualizou seu escudo oficial e criou um novo manual de identidade visual. 

As principais alterações são a utilização do escudo oficial sem a coroa e volta da cor primária para um azul mais escuro. De acordo com o estatuto do clube, “A cor oficial do Cruzeiro Esporte Clube é azul correspondente ao Padrão Pantone 286 CVC” e “o escudo do Cruzeiro Esporte Clube será constituído da constelação do Cruzeiro do Sul, dentro de uma circunferência azul, com as estrelas brancas, tendo em toda sua volta uma circunferência branca com os dizeres Cruzeiro Esporte Clube, no mesmo azul”. 


De acordo com Edson Potsch, Vice-presidente Executivo e Superintendente de Marketing, essa atualização do escudo e do manual fortalece o uso correto da marca e se adequa às normas do clube. “O novo Manual de Marca e Identidade Visual é um trabalho importante dentre as ações de branding do clube, pois tinham sido feitas alterações ao longo dos anos que estavam em desacordo com o estatuto e havia vários erros de aplicações não previstas por veículos da mídia e até dentro do clube, como as camisas de goleiro no ano passado. Ao longo do ano, vamos usar a logo comemorativa do Centenário como base da nossa comunicação, mas a correção e ampliação das possibilidades da nossa marca permitirão uma maior visibilidade e padronização. 

Dentre as novas aplicações permitidas, estão versões monocromáticas positiva e negativa, uso do escudo e estrelas e outras cores em ocasiões especiais e institucionalização da variação de marca com uso das estrelas fechadas e estrelas soltas. 

Apesar da retirada da coroa da versão principal do escudo, que vinha sendo usada desde 2004 após a conquista da Tríplice Coroa, o novo manual permite não apenas essa aplicação como também o uso de outras honrarias anexas ao escudo, como os troféus da Taça Libertadores da América, utilizadas na camisa de 2003.  

Sobre honrarias nos uniformes, o Estatuto atualmente faz referência à possibilidade inclusão de “uma estrela simbolizando cada conquista do Clube” ou uma “coroa com três torres”, sendo que “outras coroas poderão ser acrescentadas no uniforme, sempre que o futebol profissional do Clube obtiver, num mesmo ano, três conquistas de igual importância”. 

O novo Manual de Marca e Identidade Visual do Cruzeiro foi desenvolvido pela nova área de Branding do clube, com criação do Head de Branding e Digital, André Luiz Araújo, e do Designer Matheus Nerys. Os próximos passos da área serão a definição de guia visual da nova temporada para canais e campanhas, execução de pesquisas com torcedores e diversos públicos do Cruzeiro, definição de estratégias de marca, posicionamento e narrativas de comunicação. 

arquivo do manual pode ser acessado neste LINK e o estatuto está disponível em www.cruzeiro.com.br/pagina/show/61.