menu

22/10/2018 14:32

Mano elogia responsabilidade do grupo e volume de jogo mostrado em nova vitória

Foto: Bruno Haddad / Cruzeiro

Nem pareceu que o Cruzeiro realizou apenas um treinamento na preparação para a partida contra a Chapecoense. Muito menos, que o elenco desfrutou bastante na quinta-feira da conquista da Copa do Brasil. O 3 a 0 aplicado sobre o time catarinense foi motivo de grandes elogios do técnico Mano Menezes, que valorizou a responsabilidade dos seus atletas pelo comprometimento apresentado em campo.

Na leitura de Mano, o time celeste impôs um grande volume de jogo na primeira etapa porque sabia que, no segundo tempo, a tendência era de o desgaste aparecer de forma natural.

“Primeiro, a confirmação de que meu grupo é bom de festa, se recupera bem, sabe comemorar. Mas na hora da responsabilidade vai para campo e faz um primeiro tempo como conseguimos fazer. Era bem lógico que sofreríamos um pouco no segundo tempo, não tem jeito. Mas, definimos o jogo na primeira parte. É bom, são os fluidos do título, a leveza, hoje a bola entrou com facilidade, outras vezes tivemos que fazer tanta força para entrar duas vezes. Hoje fizemos três com um volume de jogo do primeiro tempo, mas nem com tantas oportunidades claras. É fruto de tudo o que estamos vivendo no momento”, avaliou o treinador.

Mano também alertou para a sequência importante de jogos que o Cruzeiro tem em casa, com o objetivo de se somar pontos para subir na tabela de classificação, mesmo que a equipe já tenha assegurada uma vaga na Copa Libertadores do ano que vem.

“Esta é uma semana importante, pela característica dos jogos e por onde vamos jogar. É uma sequência de três jogos em casa em sete dias. Hoje foi o primeiro. Esse de hoje era um jogo que tinha uma dose de cuidado, exatamente em função de termos conquistado o título na última quarta-feira. Parece até que tem mais tempo, mas foi só na quarta-feira”, destacou.

O comandante cinco estrelas antecipou que, nas últimas partidas do Brasileirão, pode promover pequenas mudanças na equipe de uma rodada para outra, levando em conta o desgaste e, também, pensando na manutenção da competitividade e bom rendimento do time.

“O Cruzeiro tem vários titulares. Não são 11, 12. É um grupo bastante grande. O que eu não preciso mais fazer é tirar uma equipe inteira e botar outra diferente em campo. Isso não tem jeito, traz seus prejuízos. Agora podemos rodar uns dois que estiverem desgastados. É bem provável que não vamos utilizar sempre os mesmos jogadores quando fizermos três jogos em sete dias. Mas não é porque eu vou cuidar de alguém para o futuro, mas sim por entender que quem entrar estará melhor, mais descansado e inteiro. Os jogos exigem força física, exigem disputa e competição. Queremos jogar para ganhar, é o nosso objetivo”, declarou o técnico bicampeão da Copa do Brasil pelo Cruzeiro.

Os próximos jogos da Raposa aos quais se referiu Mano serão contra Ceará (nesta quarta-feira) e Paraná Clube (no sábado, 27 de outubro), ambos no Mineirão.

Notícias Relacionadas